Acontece:




JOVENS MÁRTIRES

(Ler Atos 6 e 7)

 

                               Estava na área de alimentação do aeroporto de Atlanta, USA, em companhia de um grupo de brasileiros participantes do 8º Seminário Internacional de Evangelismo promovido pelo Instituto Mundial de Evangelismo quando, repetidamente, as pessoas começaram a levantar e a bater palmas. Olhei ao redor e percebi uma imensa fila de jovens uniformizados, encaminhando-se para o saguão. Eram soldados que estavam embarcando para a guerra no Iraque. Vi os rostos de meninos e meninas, arregimentados e preparados para uma difícil e absurda tarefa, que sintetiza toda a estupidez humana: matar ou morrer.

                        Uma jovem sentou-se quase a minha frente. Seu uniforme identificava: soldado Thompson. Observei aquela menina, que não deveria ter mais de 20 anos de idade, atrapalhada com uma mochila quase maior do que ela, cheia de equipamentos, tentando acomodar-se num banco de lanchonete. Era uma jovem que foi recrutada, treinada e. agora enviada para uma missão que implicava supremo sacrifício; uma frágil peça de uma poderosa máquina de destruição.

                        Lembrei do jovem Estevão do livro de Atos dos Apóstolos. Alguém que havia sido escolhido para uma missão que a igreja considerava importante: servir as mesas. Fora escolhido porque preencheu três requisitos necessários: tinha boa reputação; portanto alguém confiável. Estava cheio do Espírito Santo; logo, era alguém totalmente consagrado a Deus. Era sábio, ou seja; alguém que tinha sensibilidade para ouvir a voz de Deus e ouvir o clamor dos seus semelhantes. Entretanto, Deus o chama, vocaciona e o envia para uma missão mais decisiva que implicava, também sacrifício supremo: anunciar a salvação de Jesus Cristo. Proclamar que Jesus, por meio do Espírito santo, gera vida, vida em abundância, vida eterna. O jovem Estevão é levantado, em meio a sua geração, não para anunciar destruição e morte; mas para proclamar vida, ressureição, restauração.

                        Existem muitos caminhos para a juventude de nossos dias: caminhos que agradam aos olhos e satisfazem ao coração. Dados estatísticos mostram que muitos destes caminhos têm conduzido à morte. Há um clamor de uma geração que tem sido levada à secularização, banalização do corpo, à indiferença espiritual, ao desconhecimento ou à negação de Deus. Há uma geração que desconhece que Deus tem propósitos para cada ser humano. Quem vai ouvir este clamor, este chamado, esta convocação do Espírito Santo  à mocidade metodista? Os/as jovens de boa reputação, sabedoria, cheio do Espírito Santo?

                                           Bispo Luiz Vergílio Batista da Rosa

(mensagem publicada no Boletim Informativo Chama Jovem-set;out/2007)

 

 




INFORMATIVO EPISCOPAL Jul/2017

As Boas Novas de Salvação
Acompanhe aqui as palavras do Bispo Luiz Vergílio

Vídeos

Conheça a iniciativa da AIM para o mês da Mulher
Cadastro Nacional de
Igrejas e Pastores

Pesquise também:

Boletim Eletrônico
Informe seu nome e e-mail para receber nosso boletim eletrônico.
Nome:
E-mail:
2ª Região Eclesiástica - Rua São Vicente, 180 - Rio Branco - Porto Alegre - RS - Cep 90630-180 - Fone: 51 3332.0226
Desenvolvido por: